CNH provisória: quantas multas um motorista pode receber?

O sonho de conquistar a Carteira Nacional de Trânsito (CNH) demanda esforço e atenção redobrada para passar no exame psicológico, legislativo e direção. Assim que consegue atingir o objetivo, o motorista consegue a Permissão para Dirigir (PPD), mais conhecida como CNH provisória.

A primeira habilitação gera ansiedade nos “motoristas de primeira viagem”, que desejam pegar o volante assim que estão com a permissão para dirigir em mãos. Porém, o condutor deve ficar atento com as multas.

O motorista com CNH provisória pode levar multa?

cnh_provisoria

A CNH provisória tem validade de 12 meses, ou seja, nesse período o motorista deve se atentar para evitar de infringir as leis de trânsito. Todavia, isso não quer dizer que o condutor não pode levar multa.

Somente as infrações de natureza graves ou gravíssimas fazem o motorista perder a permissão para dirigir. Portanto, multas leves e médias são aceitáveis, desde que, não haja reincidência.

Nesse caso, se o condutor infringir a lei por mais de uma vez, a CNH provisória será recolhida.

Os pontos da permissão para dirigir (PPD) contam para a CNH definitiva?

Não. A PPD não contabiliza pontos, a única coisa que pode impedir a retirada da CNH definitiva é a quantidade de infrações cometidas. Dessa forma, caso o motorista tenha respeitado as condições da provisória no período de 1 ano, ele recebe a carteira nacional de habilitação e está totalmente zerado de pontos.

Vale salientar que o infrator pode não ser comunicado e a notificação não chegar na residência.

Por isso, é importante o motorista acompanhar no site do Detran se há alguma infração registrada no sistema, para não impedir a retirada da CNH definitiva. Porém, como há rodovias com câmeras que fazem a fiscalização, nem sempre o condutor precisa ser parado em uma blitz.

CNH provisória vencida

Antes de tudo, o motorista não deve ter tomado nenhuma multa grave ou gravíssima, conforme diz o artigo 148. Para solicitar a CNH definitiva, os passos são o seguinte:

  1. Comparecer ao Detran com PPD vencida, RG, CPF e comprovante de residência atualizado.
  2. Pagamento do boleto gerado pelo Detran.
  3. Retirar a CNH definitiva no Detran ou aguardar para a chegada na residência

Pode haver mudanças de acordo com os estado, por isso, verifique no site do Detran.

Assine nossas novidades

    Fique tranquilo, não enviamos spam.

    Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nossa plataforma e em serviços de terceiros parceiros. Ao navegar pelo nosso site, você nos autoriza a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.