Descubra como funcionam as multas para condução no carro de empresa

A responsabilidade em dirigir o veículo da firma aumenta ainda mais para o motorista, em vista da possibilidade de infrações. Quando se trata do carro de empresa, o condutor deve se atentar ainda mais para não levar multas.

Apesar de estar conduzindo o automóvel da firma, o mesmo não se ausenta de que os pontos recaiam na CNH. Em relação ao valor da infração, a empresa assume a dívida.

É obrigatório cobrar os pontos da multa ao condutor que esteja dirigindo o carro de empresa?

agente-de-transito-blitz

Não. O empregado só terá que assumir a multa se for parado por um agente de trânsito.

Sendo assim, quando o condutor não for abordado em uma blitz o dono do veículo se responsabiliza pela infração. Nesse caso, as câmeras das rodovias federais identificam o veículo que cometeu a infração, não o motorista.

multas-nos-radares

Em situações de multas por excesso de velocidade, estacionar em locais proibidos e ultrapassagem indevida os agentes de trânsito não abordam.

Dessa forma, a infração será enviada ao proprietário do veículo, seja pessoa física ou jurídica.

Multa no carro de empresa em caso de pessoa jurídica

multas-nic

Como a pessoa jurídica não possui habilitação, será aplicada a multa NIC (Não Indicação do Condutor). Esse tipo de infração é enviada quando o veículo de propriedade jurídica sofre uma infração de responsabilidade do condutor, mas o proprietário não indica o infrator no período correto.

No art. 257, §. 8° do CTB (Código de Trânsito Brasileiro) consta a informação de que o órgão vai penalizar o responsável. Caso ele não seja identificado, o proprietário do veículo arca com as penalidades.

Qual o prazo para indicar o infrator?

A pessoa jurídica deve registrar tal fato em um prazo de 15 dias, nas infrações em que o condutor não é abordado por cometer a infração.

Obs: Em abril de 2021, esse período será alterado para 30 dias, com o vigor da nova Lei 14.071/2020.

Apontar o condutor evita multa NIC

O proprietário do veículo cumprindo o prazo para indicar o real condutor, deixa de infringir as leis e ainda evita penalidades, como: soma de pontos ou até mesmo a suspensão da CNH, por exemplo.

Para realizar o procedimento de indicação é necessário acessar o portal do Denatran ou até mesmo no aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT).

Em relação ao valor da infração, a pessoa jurídica ficará responsável por arcar com o pagamento da multa.

Como calcular multa NIC?

Portanto, o cálculo da multa NIC será multiplicado pelo número de vezes em que a mesma infração foi cometida com o mesmo veículo, nos últimos 12 meses.

Exemplo: Se a multa for de natureza grave no valor de R$195,23 e o veículo tiver sido autuado outras 4 vezes pela mesma infração, no período de 1 ano, o preço será de R$780,92.

Ainda assim, vale ressaltar que a indicação do condutor não faz com que a pessoa jurídica deixe de se responsabilizar pelo valor da multa. Dessa forma, somente os pontos serão destinados ao infrator.

Assine nossas novidades

    Fique tranquilo, não enviamos spam.

    Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nossa plataforma e em serviços de terceiros parceiros. Ao navegar pelo nosso site, você nos autoriza a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.