Dirigir o carro na “banguela” economiza combustível: mito ou verdade?

Quem nunca ouviu falar que quando o carro fica no ponto morto ajuda para economia do combustível. Essa situação ocorre principalmente quando a luz laranja acende no painel indicando que o veículo está na reserva e em breve será necessário abastecer. Mas será que realmente deixar o carro na “banguela” funciona?

Mito ou verdade

Acaba virando um costume, principalmente quando o veículo está com pouco combustível, dirigir e desengatar a marcha. Quem nunca ouviu: “joga esse carro na banguela”, não é mesmo?

Estamos aqui para esclarecer essa situação. Vamos lá!

Quando os veículos eram fabricados com carburador realmente o ponto morto funcionava. O motor era “alimentado” por esse sistema e ele identificava que o carro estava trabalhando em marcha lenta.

Apesar do consumo de combustível diminuir nos carros carburados, o risco de um possível acidente é grande. O sistema de freios do carro não trabalha da mesma forma se o veículo estiver com marcha engatada.

Então, se você tem esse hábito, ESQUEÇA!

Principalmente no caso dos carros de hoje em dia que são fabricados no sistema de injeção eletrônica, em uma descida, por exemplo, o combustível para de ser injetado. Ao invés de economizar, o carro estará consumindo mais devido a força que exercerá assim que o condutor engatar a marcha.

No caso de descidas íngremes, o que acontece é um superaquecimento do sistema de freios, tanto para os carros mais antigos e quanto para os mais novos. Outra situação que ocorre no caso dos dois tipos de veículos é a perda de estabilidade, principalmente nas curvas.

De maneira geral, podemos concluir que em nenhum tipo de veículo vale a pena deixar na “banguela”, devido aos problemas citados acima. Nota-se que não há motivo para executar esse tipo de ação. Portanto, dirija com cuidado que o seu carro agradece e sua vida também!

 

Assine nossas novidades

Fique tranquilo, não enviamos spam.
Tire suas dúvidas