Conduzir o carro sem esquentar o motor antes pode dar problema?

Os carros antigos, principalmente aqueles movidos a etanol, sofriam para ligar pela manhã devido ao combustível frio. Por causa dessa situação, os motoristas batiam a chave na ignição e deixavam esquentar o motor por um tempo, com objetivo de evitar danos.

Portanto, os automóveis com carburador e afogador precisavam atingir certa temperatura para o combustível esquentar. Em outras palavras, era necessário que a termodinâmica do veículo aquecesse para funcionar corretamente.

Carros novos dão problema se não esquentar o motor?

O sistema dos carros mais novos trabalha com pré-aquecimento de velas, auxiliando no aumento da temperatura do veículo. Tal melhoria faz evitar os problemas de funcionamento do automóvel, principalmente em regiões de frio intenso.

Desde 2003, período em que se criou os carros com tanquinho de gasolina para partidas a frio, praticamente sanou a dificuldade de funcionamento. Como o sistema de injeção eletrônica atinge a temperatura ideal rodando de 5 a 10 minutos, não há necessidade de aquecer o motor com o veículo parado.

injeção-eletrônica

O combustível colocado no carro não afeta a dinâmica do motor. O veículo não ficará engasgando, mesmo sendo etanol, considerado mais gelado em relação aos outros.

Dessa forma, a durabilidade do motor não interfere em caso de ficar aquecendo o veículo pela manhã ou não. O seu funcionamento só será afetado se o condutor do veículo ficar fazendo pequenos trajetos e em situações de muito trânsito.

Nesse caso, o carro não atingirá a temperatura ideal e, consequentemente, o motor pode dar problemas. Ainda mais para os motoristas que utilizam o automóvel no trajeto de casa e trabalho, os especialistas recomendam realizar a troca de óleo com o período mais curto. Além disso, haverá maior consumo de combustível.

Mesmo que comprovadamente não precise esquentar o motor dos carros mais novos, há motoristas que não deixam de realizar tal procedimento. Aos condutores que não largam esse hábito, o melhor a se fazer é pisar no pedal do acelerador aos poucos e não deixar o carro em ponto morto.

Assine nossas novidades

    Fique tranquilo, não enviamos spam.
    Tire suas dúvidas