Qual o período correto para troca da suspensão do veículo?

Para oferecer maior segurança ao condutor do veículo e aos passageiros, o sistema de suspensão deve estar em boas condições. Por isso, identificar desgastes previne contra possíveis acidentes e aumenta a vida útil de outras peças ali compostas.

Dessa forma, principalmente quando se compra um automóvel usado ou seminovo é importante fazer sua revisão. Assim, o motorista poderá rodar com tranquilidade, não gastar tanto dinheiro com manutenção futuramente e evitar transtornos.

Troca de suspensão

Normalmente, quando o condutor ou os passageiros notam o veículo socando no momento de se passar nas lombadas, o problema é a suspensão. Portanto, essa é a forma mais fácil de perceber que a troca de uma das peças da suspensão deve ser efetuada o mais rápido possível.

troca-de-suspensao

Na maioria desses casos, o problema será de amortecedor, item que tem com função garantir os pneus em contato com o solo. Todavia, o conjunto do sistema de suspensão ainda conta com: molas, barras estabilizadoras, bandejas de suspensão e bieletas.

Amortecedores

Antes de mais nada, a presença de óleo nos amortecedores significa que o fluído está vazando e, consequentemente, não estará fazendo sua função corretamente. Se isso acontecer, procure um mecânico urgentemente para não prejudicar outras peças.

A princípio, a troca do amortecedor tem prazo máximo de 40.000 quilômetros rodados

amortecedor-de-carro

 

Molas

Acima de tudo, as molas têm como objetivo regular a altura correta do veículo e estabilizá-lo nas vias. São elas que suportam o peso do motorista e dos passageiros.

molas-do-amortecedor

O período de troca acontece quando o automóvel chega até 80.000 quilômetros.

Barras estabilizadoras

As barras estabilizadoras estão presentes na suspensão dianteira e traseira, com objetivo de sustentar os dois lados e fornecer equilíbrio ao automóvel. A estabilidade do veículo passa por essa peça, principalmente em derrapagens e curvas.

barras-estabilizadoras

Há três fatores que evidenciam a troca das barras estabilizadoras: desgaste do pneu, barulho quando passar em buracos e direção instável.

Bandejas de suspensão

As buchas de borracha presentes na bandeja de suspensão são para evitar o atrito dos ferros e evitar o desgaste. Se elas perderem sua função, as bandejas de suspensão sofrerão o impacto e apresentará folgas e ruídos.

bandeja-da-suspensao

Nessas duas situações, o motorista deverá efetuar a troca para não prejudicar a condução do veículo.

Bieletas

Em formato de hastes, as bieletas servem para interligar as barras estabilizadoras. É uma das peças fundamentais da parte da suspensão, já que não deixa o pneu perder o contato com o solo, beneficia nas curvas e oferece estabilidade na condução do automóvel.

Em caso de barulhos de estalos e rangidos vindo da suspensão é possível que a bieleta está com algum problema. Se essa peça se romper, pode acontecer do pneu furar e causar um acidente.

bieleta-de-carros

Para evitar esse e outras complicações, revise o veículo sempre que possível.

Caso tenha algum problema com o veículo na estrada, acione a AutoCar  associação de proteção veicular!

Assine nossas novidades

    Fique tranquilo, não enviamos spam.
    Tire suas dúvidas