Motoristas que transportam cachorros nos carros podem ser multados?

É normal dirigir nas cidades do Brasil e notar cachorros nos carros, cena comum nos bancos de trás e, às vezes, até no colo dos motoristas. A intenção é levá-los para passear, mas pode ocasionar problemas para a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do condutor.

Para os cães estarem nos assentos dos veículos é necessário que os motoristas sigam regras e normas determinadas pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

O que a lei diz sobre cachorros nos carros?

cachorros-com-a-cabeça-para-lado-de-fora-dos-carros

Segundo o CTB, o correto é o animal estar com todo o corpo dentro do automóvel. Se o cachorro colocar a cabeça para fora, já será considerado infração grave, com 5 pontos na carteira de habilitação e multa de R$195,23.

Além disso, não é permitido que o condutor dirija com o cão no banco do motorista, estando sujeito a infração média e 4 pontos na CNH, com valor de R$130,16. A regra vale tanto para animal quanto para pessoas no colo, de acordo com artigo 252 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Não é aceito de maneira nenhuma também quando o animal fica solto dentro do carro. Nesse caso, a infração é leve, sendo 3 pontos na CNH e multa de R$53,20, segundo artigo 169.

Qual o jeito correto de transportar cachorros nos carros?

transporte-de-cachorro

Para evitar possíveis multas, o motorista deve respeitar as normas impostas pelo CTB, garantindo a sua segurança e do cão. Dessa forma, o recomendável é os animais estarem em uma caixa de transporte ou com cinto apropriado.

Como na maioria das vezes os pets ficam no banco de trás, as janelas devem estar fechadas para evitar barulhos e ventos. Todavia, o ar condicionado do veículo tem que ficar em temperatura ambiente.

Por isso, em hipótese alguma o dono do animal deve deixá-lo com o porta-malas fechado, para o cão não ficar sem ventilação.

Como controlar cães travessos no veículo?

Os cachorros mais agitados podem ser controlados com calmantes ou produtos naturais. Porém, antes de efetuar a compra de qualquer remédio, vale consultar um médico veterinário para saber o produto correto para o cão.

Principalmente em viagens longas, assim como as pessoas, o recomendável é deixar o pet descer um pouco do carro, fazer suas necessidades e beber água. Assim o motorista poderá dirigir mais tranquilo, sem se preocupar com o cachorro.

Assine nossas novidades

    Fique tranquilo, não enviamos spam.
    Tire suas dúvidas