Coronavírus e o aumento de casos de furtos e roubos de carros no Brasil

Época de pandemia se tornou um período de isolamento social na prevenção do Covid-19. Mesmo com a baixa presença das pessoas nas ruas, o número de furtos de carros no Brasil cresceu 14,5% durante a quarentena, segundo o Grupo Tracker. Essa análise refere-se as duas últimas semanas de março (15 a 28), em comparação as duas primeiras semanas do mesmo mês (1 a 14), com veículos como carros, picapes e SUVs.

A região do Brasil que mais apresentou registros desses incidentes foi em São Paulo. Para se ter uma ideia, na cidade paulista, o número chegou a 28,8% de aumento nos casos de furtos de carros. O Rio de Janeiro teve uma queda drástica nesse quesito, representando 34% a menos de furtos.

Desse número, 63% das ocorrências de veículos no país são provenientes de furtos e 37% de roubos. De acordo com a Ituran Brasil, empresa responsável por monitoramento e recuperação de veículos, o aumento de furtos de carros pode estar relacionado com desmanches clandestinos. Para se ter uma ideia, em média, os ladrões levam em torno de 40 minutos para a realização desse tipo de procedimento, sendo que a maior concentração está no ABC paulista.

Confirmando a afirmação da Ituran em relação aos desmanches de carros, nota-se a diminuição de casos de furtos de motos (-12,5%) e caminhões (-7,1%) durante esse período da pandemia. Percebe-se que os criminosos estão focados principalmente nos carros.

Assine nossas novidades

    Fique tranquilo, não enviamos spam.
    Tire suas dúvidas