Novo padrão: quais veículos precisam aderir as placas Mercosul?

Desde o mês de janeiro de 2020, o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) afirmou que todas as regiões do Brasil estavam aptas para o emplacamento das novas placas Mercosul. Contudo, houve vários adiamentos nos estados de Minas Gerais, Alagoas, Tocantins, Mato Grosso e Sergipe, por questões operacionais.

Apesar da alta demanda, os motoristas de carros e motos já podem solicitar o emplacamento em todo o país. Mas será que todos os veículos precisam estar com as novas placas Mercosul? Veja abaixo:

Qual a diferença da placa Mercosul para as placas antigas?

As placas antigas eram padronizadas com três letras e quatro números em ordem, na nova versão tem três letras seguidas, um número, uma letra e mais dois números. Portanto, para diferenciar a especificidade do veículo, somente as cores das letras e números que serão diferentes, o fundo permanece branco para todos os casos. O tamanho da placa permanece o mesmo, tanto para carro quanto para moto.

placas-mercosul

Atualmente, há uma frota de carro no Brasil em torno de 46 milhões e 15 milhões de motos, de acordo com a consultoria Jato Dynamics. Nesse sentido, segundo últimos dados do Ministério da Infraestrutura divulgados em fevereiro deste ano, o país, até então, tinha cerca de 959.714 veículos com a nova placa.

Qual o valor das novas placas?

Não há um padrão pré-definido no Brasil, o que pode acabar causando variações nas diferentes regiões do país. Por exemplo, em São Paulo o valor do emplacamento continua o mesmo valor da placa antiga, por R$138,24. Em contrapartida, na região Norte notamos uma diferença maior, principalmente no estado no Amapá, que tem o preço mais alto do país, custando R$500,00.

Saiba mais: Descontos para PCD podem se restringir em 2021

Como funciona o QR Code das placas?

Um detalhe importante das placas Mercosul é a presença de QR Code para leitura pela câmera do celular. Com a captação, será possível ter informações do veículo e, segundo o governo, rastrear o automóvel.

Ficará mais acessível e prático para as autoridades de trânsito ter acesso ao veículo e saber se não foi clonado. Os motoristas que quiserem ter essas informações, deverão se cadastrar no site do Departamento Nacional de Trânsito (Detran). qr-code-placas-mercosul

Assine nossas novidades

Fique tranquilo, não enviamos spam.
Tire suas dúvidas