Placas Mercosul: quais veículos precisam aderir o novo padrão?

Desde o mês de janeiro de 2020, o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) afirmou que todas as regiões do Brasil estavam aptas para o emplacamento das novas placas Mercosul. Contudo, houve vários adiamentos nos estados de Minas Gerais, Alagoas, Tocantins, Mato Grosso e Sergipe, por questões operacionais.

Apesar da alta demanda, os motoristas de carros e motos já podem solicitar o emplacamento em todo o país. Mas será que todos os veículos precisam estar com as novas placas Mercosul? Veja abaixo:

quem-precisa-trocar-a-placa

Qual a diferença da placa Mercosul para as placas antigas?

As placas antigas eram padronizadas com três letras e quatro números em ordem, na nova versão tem três letras seguidas, um número, uma letra e mais dois números. Portanto, para diferenciar a especificidade do veículo, somente as cores das letras e números que serão diferentes, o fundo permanece branco para todos os casos. O tamanho da placa permanece o mesmo, tanto para carro quanto para moto.

novas-placas-mercosul

Atualmente, há uma frota de carro no Brasil em torno de 46 milhões e 15 milhões de motos, de acordo com a consultoria Jato Dynamics. Nesse sentido, segundo últimos dados do Ministério da Infraestrutura divulgados em fevereiro deste ano, o país, até então, tinha cerca de 959.714 veículos com a nova placa.

Qual o valor das novas placas?

Não há um padrão pré-definido no Brasil, o que pode acabar causando variações nas diferentes regiões do país. Por exemplo, em São Paulo o valor do emplacamento continua o mesmo valor da placa antiga, por R$138,24. Em contrapartida, na região Norte notamos uma diferença maior, principalmente no estado no Amapá, que tem o preço mais alto do país, custando R$500,00.

Saiba mais: Descontos para PCD podem se restringir em 2021

Como funciona o QR Code das placas?

Um detalhe importante das placas Mercosul é a presença de QR Code para leitura pela câmera do celular. Com a captação, será possível ter informações do veículo e, segundo o governo, rastrear o automóvel.

qr-code-placas-mercosul

Ficará mais acessível e prático para as autoridades de trânsito ter acesso ao veículo e saber se não foi clonado. Os motoristas que quiserem ter essas informações, deverão se cadastrar no site do Departamento Nacional de Trânsito (Detran).

Assine nossas novidades

    Fique tranquilo, não enviamos spam.
    Tire suas dúvidas