Rodas com aros maiores podem prejudicar o desenvolvimento do carro?

Cada veículo sai de fábrica com determinados aros de rodas, variando entre o tamanho para cada modelo. Apesar disso, há alguns donos de automóveis que mudam o diâmetro colocando rodas com aros maiores para mudar o visual do carro.

Além da questão de estética, essa mudança pode interferir diretamente na dirigibilidade do veículo e no consumo de combustível.

Rodas com aros maiores

Os pneus e as rodas são partes essenciais para que o carro consiga criar estabilidade na pista. Ao alterar o diâmetro da roda, consequentemente o dono do veículo terá que colocar pneus com perfil baixo, para não pegar no para-lama e correr riscos.

roda-maior

Após essa troca, logo em sequência é necessário alinhar e balancear o automóvel. Além disso, a calibragem do pneu deve ser feita para não desgastar os pneus e para o motorista rodar em segurança.

Sendo assim, até mesmo o consumo de combustível do veículo sofrerá alterações pelo aumento do aro da roda. Esse fator acontece devido ao peso da roda e porque o pneu terá mais contato com o solo, exigindo mais aceleração na estrada.

Portanto, a aceleração excessiva ainda afetará o sistema de freios e a suspensão. Dessa forma, o motorista tem mais probabilidade de sofrer acidentes, porque mexeu na dinâmica do carro.

É permitido trocar as rodas?

Segundo informações constadas no artigo 8° do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) é proibido “o aumento ou diminuição do diâmetro externo do conjunto pneu/roda”. A alteração só será permitida se o dono do veículo colocar o pneu com perfil mais baixo, para não pegar nos para-lamas do carro.

Se o motorista infringir essa lei, considerada de natureza grave, ele estará sujeito a ser multado no valor de R$195,23, 7 pontos na CNH e o veículo poderá ser retido. A regra prevalece para rodas com aros menores ou maiores

Assine nossas novidades

    Fique tranquilo, não enviamos spam.

    Tire suas dúvidas