Descubra em quais situações o sistema do airbag é acionado no carro

Com o trânsito intenso praticamente em todo o Brasil, o risco de ocorrer colisões nas vias é ainda maior. Falta de atenção, dirigir acima da velocidade permitida e imprudência são as principais causas de acidentes no Brasil. Dessa forma, contar com o sistema do airbag no veículo contribui para que o motorista não tenha ferimentos mais graves.

Sua funcionalidade principal é proteger o condutor para que não bata a cabeça no vidro lateral, para-brisas ou no volante. Mas além de acionar quando ocorre um acidente, o airbag também ativa em outras situações.

airbag-acionado

O que são airbags?

Os airbags são sacos de ar comprimidos fabricados em tecido, com objetivo de proteger o motorista em impactos bruscos. Com isso, o equipamento ajuda para o condutor não correr o risco de ser arremessado para fora do veículo ou sofrer lesões sérias.

Quando o sistema do airbag aciona?

Desde o surgimento do airbag, em 1987, a maior preocupação dos fabricantes era em torno da segurança dos motoristas frente ao veículo. Portanto, o airbag é acionado automaticamente quando houver uma freada forte.

Os sensores de velocidade enviam um sinal para o ignitor de gás do dispositivo, ativando-os no momento da desaceleração brusca do veículo. Sendo assim, o equipamento será acionado sempre que o condutor pisar muito forte no freio, indicando que o veículo pode entrar em colisão.

funcionamento-airbag

Após ativado, o airbag começa a esvaziar o ar pelos furos presentes na parte de trás ou na lateral da bolsa, deixando condutor totalmente seguro, já que o airbag não infla somente quando ocorre colisões. Com isso, o dispositivo absorve o impacto do corpo e o motorista não colide com o painel.

Os riscos de bater o rosto nos vidros laterais, para-brisas e volante diminuem significativamente. Para se ter uma ideia, segundo estudo realizado pelo Centro de Experimentação e Segurança, em 2008, concluiu que se todos os carros tivessem airbags, o dispositivo poderia salvar 3426 vidas. Além disso, 71.047 feridos evitariam machucados graves, entre o período de 2001 a 2007.

Assine nossas novidades

    Fique tranquilo, não enviamos spam.
    Tire suas dúvidas